Peru: o que fazer em Arequipa?

Uma histórica riquíssima e antiga que remete ao período dos Incas, belíssimos registros da ocupação espanhola no país, casas magníficas que lhe renderam o apelido de “Cidade Branca”.

Estamos falando de Arequipa, no Peru, que não pode ficar de fora do seu roteiro de viagem pelo país. Mesmo com todas as suas atrações e belezas, o segundo maior município peruano ainda é ignorado por muitos viajantes.

Depois do post de hoje, você certamente não cometerá o mesmo erro. Venha com a gente e descubra o que fazer em Arequipa para encher sua viagem de momentos e cenários inesquecíveis!

Plaza de Armas

A magia da sua viagem por Arequipa começa aqui. A Plaza de Armas é localizada bem no centro histórico da cidade; portanto, você não terá dificuldade alguma em chegar até lá.

A praça é cercada por construções históricas erguidas a partir da sillar, pedra branca de origem vulcânica que ajudou Arequipa a ganhar o já mencionado apelido de “Cidade Branca”. Como se isso não bastasse, dali você consegue avistar os próprios vulcões.

No centro da Plaza de Armas, a famosa escultura da fonte fica de olho em tudo e todos que circulam por ali. Seria um soldado, como tantos acreditam, pronto para defender a bela Arequipa? Outros tantos preferem ver na escultura a figura de um anjo, que teria perdido as asas em um dos terremotos que já avassalaram a cidade. O que você enxergará ali?

Catedral de Arequipa

Tão antiga quanto a própria cidade, a Catedral de Arequipa foi inaugurada em 1540. Entretanto, o edifício precisou passar por algumas reconstruções ao longo do século, pois foi atingido por cinco terremotos e um incêndio.

Hoje, ela continua firme e forte, recebendo os moradores da cidade e os turistas diariamente entre o meio-dia e as 15h30. Além de conhecer a magnífica Catedral, aproveite também para visitar o museu que funciona ao lado dela.

Mosteiro de Santa Catalina

Um dos mais bem preservados em todo o Peru, o Mosteiro de Santa Catalina também pode ser chamado por seu nome completo: Monasterio de Monjas Privado de la Orden de Santa Catalina de Siena. Ele é uma das principais atrações da cidade e, portanto, não pode deixar de ser conferido.

O Mosteiro é uma construção tão grande que, na verdade, pode ser considerada praticamente uma pequena cidade. Erguido em 1579, o local possui ruas, praças e claustros, oferecendo tudo o que for necessário para os moradores.

Afinal, até o final da década de 60, as freiras da cidade viviam ali dentro em um sistema de clausura. Em 1970, porém, o Mosteiro foi aberto ao público e, então, as freiras passaram a ter a permissão de deixar o local, mas apenas em situações extraordinárias. Atualmente, 20 religiosas vivem ali.

O Mosteiro é tão icônico para a história de Arequipa que, em 1985, o Papa João Paulo II visitou e beatificou o edifício. O quarto onde ele ficou hospedado durante a visita é, até hoje, a parte do Mosteiro que mais atrai os visitantes, que vão até ali para realizar pedidos ou prestar seus agradecimentos.

Para poder conhecer o quarto que abrigou o Papa e todas as demais atrações do Mosteiro, reserve algumas horas do seu dia, pois, como já contamos, o lugar é enorme e merece ser apreciado com atenção!

Museu Arqueológico da Universidade San Agustín

Com suas riquíssimas origens e com seu período de colonização pela Espanha, Arequipa possui uma longa e importante história que merece ser conhecida e apreciada em um local digno de tudo isso.

Esse lugar é o Museu Arqueológico da Universidade San Agustín. Formado por seis espaços distintos, o Museu Arqueológico é o lar dos maiores e mais importantes achados arqueológicos feitos pela Universidade San Agustín.

Ali, você vai se deparar com objetos dos povos pré-hispânicos que viviam na região que, hoje, forma Arequipa e outras cidades peruanas, como Inca, Nazca, Wari e Tiwanaku. Você também verá, é claro, os itens de ouro e prata que permaneceram do período em que o Peru foi colonizado pelos espanhóis, além de muitas outras maravilhas históricas.

Museu dos Santuários Andinos da Universidade Santa Maria

Os vulcões ao redor dos quais Arequipa se ergueu também rendem achados históricos incríveis. Tantos deles foram encontrados nos santuários dali que a Universidade Santa Maria criou o Museu dos Santuários Andinos para poder expô-los ao público.

O acervo do museu inclui aquela que é, provavelmente, a descoberta mais importante de todo o Peru. Trata-se da múmia de uma menina do final do século XV, que morreu aos 12 anos como um sacrifício aos deuses.

A múmia, que se encontra em excelente estado de conservação, foi encontrada no vulcão Ampato, em 1995, graças às pesquisas da Universidade. Os pesquisadores que a encontraram batizaram a garota de Juanita.

Entretanto, além de encantar o público, Juanita é uma peça histórica importantíssima para os estudos da comunidade científica da cidade e do país. Portanto, para preservá-la e dar continuidade às pesquisas, o museu mantém Juanita exposta apenas entre os meses de maio e dezembro. De janeiro a abril, os visitantes podem conhecer Sarita, outra múmia encontrada pelos pesquisadores peruanos.

Mirador de Carmen Alto

Para honrar seu horizonte belíssimo cercado de vulcões, Arequipa conta com diversos mirantes. Entre todos eles, o Mirador de Carmen Alto, localizado a 6 km do centro da cidade, merece destaque.

Enquanto você se encanta com os vulcões que formam a paisagem da cidade, aproveite para se deliciar também com os sucos servidos na lanchonete do Mirador, que são produzidos com as frutas típicas da região e garantem aquele gostinho especial do país.

Do topo do mirante, fique de olho nos três principais vulcões da região: o Misti, o mais famoso de todos e que pode ser facilmente identificado por seu formato cônico e pela altura de 5.822 metros; o Chachani, que alcança ainda mais impressionantes 6 mil metros de altura; e o extinto Pichu Pichu.

Agora que você já sabe o que fazer em Arequipa, não perca mais tempo e comece a se preparar para conhecer esse lugar maravilhoso! Mas, antes, assine nossa newsletter e descubra outras opções inesquecíveis para suas próximas viagens!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.