Família Rieu: retorno da viagem a Salvador na Bahia, Olinda, São Luís, Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba e Jericoacoara

famille rieu

Uma agencia parceira nos confiou a organização de uma viagem ao Brasil, para a família Rieu, cinco pessoas no período de 15 de julho a 1 de agosto de 2017: Salvador na Bahia, Olinda, uma viagem nômade pelas praias de São Luís à Fortaleza, passando pelos Lençóis Maranhenses, pelo Delta da Parnaíba e Jericoacoara.

Durante toda a viagem, eu estava disponível por telefone e no Whatsapp para ajudar, aconselhar e eventualmente resolver alguma dificuldade… No fim da viagem, o sr. Rieu me disse que tinha gostado muito e disse estar muito satisfeito. Depois ele me escreveu esse relatório muito detalhado que, com certeza me permitirá melhorar as viagens e os nossos serviços.

 

Olá Eric,

Como prometido, segue o retorno de nossas observações sobre esta excelente viagem e algumas fotos.

Atenciosamente

 

Salvador de Bahia:

Hospedagem:

– Pousada muito bem localizada. Bela decoração, quartos espaçosos, excelente café da manhã.

– muito barulhento

Guia: Super guia (Alberto).  Muito simpático e bem instruído.

 

Olinda:

Hospedagem: lindo hotel, tranquilo, lindo jardim.  Bom jantar, excelente café da manhã. Quartos um pouco pequenos (para 3 pessoas com malas!)

Guia: simpático

 

São Luís:

Hospedagem: Quartos amplos. Piscina em obras (que pena!). Acesso ao mar muito perigoso (estrada para atravessar). Um bom restaurante, mas caro. Bom café da manhã. O hotel precisa ser renovado.

Guia: muito bom e muito esforçado.

 

Transfer São Luís-Barreirinhas:

Mais de 3 horas de carro. Longo tempo para as crianças. Eu acho que é o tempo máximo aceitável. Motorista simpático. Sem problema.

 

 

Barreirinhas:

Hospedagem: Ambiente bonito, bela piscina. Quartos muito barulhentos. Parecia que os vizinhos estavam em casa. Restaurante médio. Serviço com poucos funcionários. Ao fazer o check-out, eles queriam que pagássemos pelos quartos. Explicações um pouco complicadas.

 

Passeio aos Lençóis Maranhenses: guia simpático. Um belo passeio matinal, ótimo almoço. No entanto, encurtamos o passeio após o almoço porque as crianças estavam cansadas. Um pouco longo e cansativo para crianças pequenas.

 

Transfer Barreirinhas – Parnaíba: de barco para Caburé (guia muito simpático, fizemos uma parada ao pé de uma duna) depois outro guia nos conduziu pela praia em 4/4. Pensávamos que íamos almoçar em Caburé, mas na verdade o guia nos levou para almoçar em um restaurante rústico no caminho das dunas na estrada. Várias paradas ao longo do caminho para fotos. Chegada em Parnaíba bastante tarde. Uma bela jornada, mas cansativa. Guia cordial.

 

Parnaíba: Hotel muito bom. Serviço demorado para o jantar. O hotel parece um pouco fora do centro. Portanto, não há muitas outras opções para o jantar. Da próxima vez, peça quartos mais distantes da sala de refeições, muito barulhento pela manhã, lá pelas 7H com o início dos serviços.

 
Delta do Parnaíba: Passeio magnífico. Um ótimo guia (Pedro). Pela manhã passeio de barco e depois de canoa para adentrar no manguezal (muito legal). Em seguida, pescar piranha e peixe-gato. Depois um excelente almoço em um restaurante ribeirinho (espera um pouco longa, mas não foi um problema porque tínhamos tempo!) Então visitamos uma vila de pescadores com outro guia também muito simpático.

Finalmente, safari noturno com Pedro. Sensacional. Um conhecimento incrível do rio e das espécies animais. Agarrou uma cobra na nossa frente. Observamos alguns jacarés, muitas iguanas, cobras e pássaros. As crianças adoraram. O guia é excelente. Recomendaria sem hesitação.

 

Barra Grande:

4 belos dias de ociosidade. Muito boa a pousada. Gostamos da decoração ecológica da pousada. Piscina às vezes um pouco barulhenta. Mas tudo bem.

 

Transfer Barra Grande – Jericoacoara:

Achamos que o guia queria nos levar a lugares de pouco interesse para os turistas (floresta de cajueiros, em um rio para observar os cavalos-marinhos (caro e demorado por pouca coisa)). Um bom almoço a beira de um lago. No final paisagens magnificas, mas chegamos um pouco tarde em Jericoacoara.

 

Jericoacoara:

Muito boa estadia. Ótimo hotel. Passeamos num quadriciclo com o circuito turístico tradicional. Muitas pessoas!

 

Transfer Jericoacoara-Fortaleza:

Guia cortês.  Belas paisagens. Almoço em uma pousada de frente para o mar. Um pouco de espera, mas a comida muito boa. Um pouco decepcionado porque algumas visitas anunciadas no nosso roadbook não foram feitas (igreja…) a priori, perdemos tempo na saída (pedido de passaportes, parada em uma loja onde novamente nos pediram os passaportes… Nós não entendemos por que).
Chegada em Fortaleza à noite.

 

Fortaleza:

Um bom hotel.

 

Outra observação: obrigado pelo presente que o guia nos deu em Salvador. Infelizmente, tivemos que jogá-lo fora porque as castanhas de caju estavam estragadas! Uma pena.

 

Concluindo, uma viagem muito agradável. Muito bem organizada. Obrigado novamente.

Atenciosamente

F.RIEU

 

A fim de esclarecer certos pontos, aqui estão as respostas dadas ao Sr. Rieu

 

Olá, Sr.Rieu

Muito obrigado por este relatório preciso que nos ajuda a melhorar nossa Voyage.

Anotei alguns pontos sobre os quais gostaria de lhe esclarecer algumas informações:

Parnaíba é uma pequena cidade onde não temos muitas opções de restaurantes a não ser fast food e pizzarias. Assim o restaurante da Casa de Santo Antônio é uma referência até para os habitantes da cidade que lá jantam.

 

Transfer Barra Grande – Jericoacoara: na verdade, fora das belas paisagens, não há muito… Apesar disso, os guias tentam destacar a produção de castanha de caju que é muito importante na região… E o segundo ponto turístico, é de fato este projeto de estudo de cavalos-marinhos. Os cientistas vieram estudar os cavalos-marinhos e treinaram os jovens da comunidade para observá-los, mostrá-los aos turistas e cuidar deles. Porque eles são animais muito frágeis… E o dinheiro arrecadado vai para a cooperativa, que serve para gerenciar e ajudar as famílias da comunidade. Quanto ao preço do passeio, se bem me lembro, é R $ 25 por pessoa. É verdade que é caro, mas esse dinheiro serve a comunidade. Também é importante que essas pequenas aldeias percorridas ao longo da rota turística também possam se encaixar no ciclo econômico do turismo e não apenas assistir os turistas que estão apenas passando… Caso contrário, serão apenas os hotéis e transportadores quem tem condições para investir, que ganharão os frutos do turismo…

 

Transfer Jericoacoara-Fortaleza: os trajetos off road são feitos de acordo com a maré e os obstáculos da natureza. Naquele dia, o motorista viu que não era possível passar por Almofala, onde a igreja e os vários pontos mencionados no itinerário estão localizados. Desculpe.

Sobre as identidades, o Brasil é um grande país administrativamente, e eles acabaram de inventar uma nova lei: os transportes que entram ou saem de Jeri devem apresentar uma ordem de serviço com os nomes dos clientes, o número de identidade e uma cópia dos mesmos. Sob pena de multa de 1350 R $ por carro. Confesso que fomos pegos de surpresa e por isso motorista pediu os passaportes e fez um uma parada para imprimir a ordem de serviço. 1001 desculpas por este contratempo.

Quanto ao presente de boas-vindas, fiquei muito chateado. Eu mesmo o comprei numa loja onde tenho  costume de comprar minhas castanhas de caju. Foi  uma falta de sorte… Minhas sinceras desculpas

Por todos os pontos negativos que não funcionaram, eu vos peço desculpas e lhes agradeço por terem me falado deles. Dessa maneira eu poderei corrigi-los.

Muitíssimo obrigado.

Eu os agradeço infinitamente

Eric

 

Resposta do Sr. Rieu

 

Olá,

Ok, sem problemas.

Obrigado pelo seu retornos e pelas informações que nos permitiram esclarecer alguns pontos, mas nós  te asseguramos que ficamos muito satisfeitos e felizes com a nossa viagem, mais uma vez obrigado!

Cordialmente

 

Muito obrigado à família Rieu por terem confiado nos nossos serviços durante toda a viagem. 

 

Se como a família Rieu, você  também quiser conhecer o Brasil, a França ou o Peru entre em contato conosco. Eu conheço estes destinos como a palma da minha mão porque eu já estive lá várias vezes para selecionar os hotéis, restaurantes, os carros, os motoristas e os guias.

Através do meu contato pelo Whatsapp eu o aconselharei a organizar melhor seu itinerário. Até breve, eu sou Eric Ravineau. Whatsapp: +55 85 987 787 500 ou por e-mail: contato@exclusivos.tur.br

 

Comments

comments