Dicas de viagem: tudo que você precisa saber para ter uma experiência incrível

Você decidiu que vai viajar mais este ano, pois entendeu que experiências são mais importantes do que bens materiais. Além de tirar algum tempo para descansar da rotina corrida, você quer programar viagens inesquecíveis e experiências prazerosas para sua família. Certo?

Quer ter algumas dicas de como fazer isso? Confira este artigo e saiba tudo o que você precisa para se planejar bem e fazer passeios incríveis!

Saiba como escolher o lugar para viajar

Comece decidindo o destino. Para escolher o melhor lugar para a viagem da família, dois fatores serão fundamentais: orçamento e tempo disponível. Antes de mais nada, você precisa ter em mente quanto poderá gastar na viagem e quanto tempo ficará fora de casa.

Se a possibilidade de passar alguns anos correndo o mundo sem destino certo está descartada, você pode começar reunindo a família para responder algumas perguntas que vão facilitar a escolha:

  • Vocês preferem cidade, praia, campo ou montanha?
  • Gostam de aventura ou preferem sossego e descanso?
  • Compras, viagem cultural ou muita adrenalina?
  • Viagem independente ou pacote de agência?
  • Orçamento apertado ou dinheiro suficiente para merecidos luxos?
  • Descobrir um lugar novo ou ficar com uma escolha segura e conhecida?

Depois de chegar a um acordo e conciliar as preferências do grupo, fica mais fácil decidir. Veja, abaixo, o que mais você vai precisar:

Mente aberta

Alguém recomendou um lugar, mas você nunca ouviu falar dele e nem sabe como se pronuncia o nome da cidade? As ofertas estão irresistíveis e seus amigos elogiaram muito, mas você teve até de ir conferir no mapa onde exatamente fica isso?

Então, por que não experimentar? Use e abuse do Google para pesquisar, leia os comentários, cheque as informações sobre segurança e vá em frente. Reserve logo o voo e vá ser feliz! Muitas vezes, as melhores férias são temperadas pelo elemento surpresa.

Você nunca vai saber se vale a pena a menos que experimente. Um exemplo: saia da selva de concreto das grandes cidades, mergulhe no verde da maior floresta tropical do mundo e durma sobre as copas das árvores em um incrível hotel de palafitas na Amazônia!

Criatividade

Você já sabe para onde quer viajar, mas os preços de avião para toda a família vão estourar o orçamento? Veja se é possível voar para uma cidade próxima para onde há voos baratos e, de lá, alugar um carro.

Pense em outras alternativas, como uma viagem noturna de ônibus para que todos viajem dormindo. Caso a opção for o carro, a viagem pode ser muito divertida e confortável, se você programar paradas para descanso e para explorar as pequenas cidades ao longo do caminho.

Prontidão ao decidir

Já decidiu e escolheu o lugar que deseja visitar? Não perca tempo. Reserve logo, não gaste semanas e semanas pensando e reconsiderando, pois as boas ofertas têm tempo limitado.

Se você não agarrar a oportunidade pode descobrir que muita gente foi mais rápida e decidiu antes de você. Não deixe para a última hora ou aquele hotel fantástico do seu interesse poderá ter a lotação esgotada.

Autoanálise

Faça a você mesma a pergunta: por que eu quero viajar? As possíveis respostas vão ajudar a escolher o destino: para relaxar em um lugar tranquilo, para me divertir com amigos, para ter uma nova lua de mel, para aprender algo novo, para viver algo diferente, para pegar um bronzeado, para viver aventuras excitantes, etc. É mais fácil decidir “onde” quando você já sabe o “porque”.

Escolhas seguras também são boas escolhas

É verdade que uma boa dose de aventura e a surpresa de um destino desconhecido proporcionam viagens fantásticas, mas não há nada de mal em escolher um lugar já conhecido.

Você já foi várias vezes a Salvador e sabe que a cidade é maravilhosa, então por que não voltar sempre que quiser? A cidade oferece muito mais do que belas praias. Explore a parte histórica da próxima vez!

Não menospreze o “quintal de casa”

Quem disse que viajar significa voar para o outro lado do planeta? Há tesouros escondidos bem perto de casa, aproveite! Se mora em Fortaleza, vá se deliciar com as belezas de Jericoacoara ou Canoa Quebrada.

Se está no Rio, vá descobrir Búzios ou Paraty. O pessoal de Minas Gerais pode voltar ao Brasil colonial percorrendo a Estrada Real, e assim por diante. Afinal, tantos turistas viajam milhares de quilômetros para conhecer as belezas de seu estado e você vai perder?

Entenda a importância de uma agência de viagens

Nos últimos anos, o número de pessoas que usam a internet para planejar suas viagens de modo independente cresceu vertiginosamente. No entanto, até para viajantes experientes, lidar com pesquisas, comparação de preços, reservas e mil providências para que tudo corra bem pode ser uma tarefa exaustiva.

O primeiro desafio é encontrar sites confiáveis na vastidão de opções do universo virtual. Depois, traçar roteiros, conciliar horários de voos, trens e ônibus, reservar hotéis, transfer, passeios, restaurantes, etc etc etc.

Tudo isso depois de ler os comentários de outros viajantes para fugir de roubadas. E o trabalho ainda não acabou: é preciso ler cada item em letras minúsculas dos contratos antes de fechar o negócio, para evitar taxas e custos disfarçados e outras armadilhas que podem causar surpresas desagradáveis.

Não é de se admirar que muitas pessoas têm voltado a procurar as agências de viagem. Sabe por que mais? A nova geração de agentes oferece muito mais do que no passado.

Mais do que simplesmente fazer reservas e repassar pagamentos, eles agora são verdadeiros consultores, dando preciosas dicas de viagem e trabalhando colaborativamente com o cliente para montar roteiros personalizados e tirar o melhor proveito de seu orçamento.

Quer ver como?

Você não é expert em viagens, mas eles são

Eles próprios viajam frequentemente e recebem treinamento para exercer sua função, então são preparados para oferecer opções e sugestões que você sequer considerou.

Alguns consultores de viagem são generalistas, outros se especializam em segmentos específicos, como cruzeiros, viagens familiares, viagens de aventura, etc. Se você quer fazer um cruzeiro, por exemplo, eles podem até dar dicas do que levar na mala e de como se vestir para o jantar de gala com o comandante!

Você não tem tempo a perder

Quem já planejou uma viagem por conta própria sabe muito bem que isso exige tempo, paciência e perseverança. Muitas vezes o site da companhia aérea sai do ar antes de completar a reserva, ou o hotel não responde seu e-mail cheio de perguntas sobre as instalações, ou a locadora de veículos não tem o carro que você quer.

Você fica horas e horas diante do computador e não consegue resolver tudo. Quer pegar o caminho mais curto? Passe a bola para os experientes agentes de viagem e fique livre de aborrecimentos!

Você conta com apoio na retaguarda

Imprevistos acontecem e nem sempre as coisas correm como o planejado. Saber que conta com o apoio de seu consultor de viagem para resolver e orientar é uma tranquilidade extra. As boas agências oferecem assistência 24h por canais como celular, Skype, Whatsapp, e-mail etc.

Tudo para que você não precise perder seus passeios nem desperdiçar horas no telefone ou no computador tentando remarcar um voo cancelado ou resolvendo um outro imprevisto qualquer.

Agências têm poder de barganha

Você acha que se fizer tudo sozinha pela internet a viagem vai sair mais em conta? Nem sempre! As agências de viagem estão em vantagem para negociar os melhores preços com os hotéis e fornecedores.

Os serviços de uma agência, que já proporcionam grande vantagem em comodidade e segurança, também podem significar bons preços. E outra grande vantagem: você pode parcelar o pacote inteiro, começar a pagar com antecedência e já viajar com tudo pago.

7 dicas para arrumar a mala

Quando aprende a arrumar uma mala prática, você elimina um grande motivo de estresse. Principalmente em aeroportos ou rodoviárias, essa cena é frequente: a família correndo para o portão de embarque ou para a plataforma com várias malas pesadas, a mãe com uma criança no colo, o pai puxando outra pela mão e o maiorzinho correndo atrás. Retrato de um pesadelo, não é?

Viajando de carro, a situação melhora um pouco, mas, mesmo assim, a bagagem continua sendo um dos maiores motivos para preocupações e aborrecimentos na viagem. A solução é preparar uma bagagem leve e organizada e, para isso, temos algumas ótimas dicas.

Faça a mala com antecedência

Não deixe para fazer a mala na véspera da viagem. Você corre o risco de descobrir, na noite anterior ao voo, que as rodinhas da mala estão quebradas, ou o fecho estourado — ou que a mala é pequena ou grande demais.

Aí já será tarde para comprar uma nova ou arranjar emprestada com alguém da família. Então, quanto mais cedo você preparar a mala, mais tempo terá para resolver problemas desse tipo. Um mínimo de três dias é recomendável.

Escolha a mala certa

Quanto tempo a viagem vai durar? Que estilo de viagem será? Para um fim de semana, uma mochila para cada pode ser suficiente. Uma excursão de 10 dias exige mala maior. Se for por agência de viagem, informe-se se haverá carregadores nos hotéis, ou, pelo menos, se o hotel tem elevador.

Não dá para subir escadas arrastando uma mala maior do que você, não é mesmo? Prefira malas expansíveis, com espaço extra que pode ir fechado e ser aberto na volta — você pode precisar fazer a mala “crescer” para acomodar as compras, por exemplo.

Veja a previsão do tempo

Sim, é verdade que previsão do tempo não é 100% confiável. No entanto, uma ideia do que esperar do tempo já vai ajudar na decisão do que levar.

As previsões com 3 dias de antecedência costumam acertar bastante (as previsões para acima de 10 dias são menos confiáveis). Então, antes de fazer a mala, confira em sites como o Climatempo se você vai mesmo precisar de agasalho.

Confira seu itinerário

Se existir uma programação definida, como nas excursões, você já saberá se haverá jantares ou programações noturnas que requerem mais elegância. Os agentes de viagem vão dar informações sobre o que vestir em cada ocasião.

Os folhetos da excursão e os sites dos eventos — ou dos restaurantes e teatros — também são de grande ajuda, pois contém fotos que mostram o estilo adequado de se vestir. Veja, também, as fotos de amigos ou pessoas que já visitaram os mesmos lugares antes (sempre haverá um álbum no Facebook!), ou, então, pergunte diretamente a eles.

Prefira embalagens menores

Se a viagem é de avião, procure nas boas drogarias as embalagens dos produtos líquidos ou gel no tamanho certo para não ter problema no embarque. O ideal é comprar artigos de higiene quando chegar ao destino, caso seja possível.

Os bons hotéis oferecem vários pequenos brindes, como shampoo, condicionador e hidratante, mas se você é fiel às suas marcas preferidas, calcule quantas vezes vai lavar a cabeça durante a viagem e leve os produtos em embalagens menores — sempre bem vedadas com plástico filme nas tampas para evitar vazamentos.

Faça a mala fora da mala

  • Coloque sobre a cama tudo o que pretende levar (faça uma lista antes!);
  • Escolha peças em tons neutros e cores combináveis, e tecidos que não amarrotem muito;
  • Vista as roupas diante do espelho para ver se as cores combinam e se ainda servem (vestir antes de colocar na mala é fundamental, principalmente roupas de inverno, que costumam ficar tempos sem uso no armário).
  • A viagem é de duas semanas? Separe roupas para uma semana. Não há problema algum em usar a mesma roupa duas vezes. Assim a mala vai bem mais leve.

A melhor maneira de organizar

  • Itens mais pesados, como sapatos, vão em sacos e nas laterais da mala. Use os sapatos mais pesados durante a viagem (como tênis e botas) e leve sandálias e sapatilhas na mala.
  • Meias e bijuterias, em saquinhos menores, vão dentro dos sapatos na mala.
  • Coloque camisetas uma sobre a outra e faça um rolo com todas. Isso poupa espaço e evita que amarrotem. Acomode as calças, alternadamente, no fundo da mala, com as pernas para fora. No final, dobre as pernas para dentro da mala.
  • Roupas de dormir vão por cima de tudo, pois são as primeiras que você vai precisar.
  • Se vai ficar em hotéis, não há necessidade de levar toalhas. Caso contrário, prefira toalhas de mão e de tecido fino de secagem rápida. Muitos também oferecem secador de cabelo. Pergunte antes!
  • Identifique toda a bagagem, incluindo a mochila das crianças. Coloque etiquetas com nomes e contatos dentro e fora da mala. Fitas, lacres de plástico colorido e adesivos na mala facilitam a retirada na esteira do aeroporto.
  • Sempre é bom lembrar: documentos, dinheiro, joias, câmeras, celular, carregador e outros objetos de valor vão na bolsa de mão, nunca na mala despachada!

Aprendeu a arrumar uma bagagem prática e leve? Então, é hora de escolher um bom assento no avião.

Descubra como escolher assento do avião

Há várias ferramentas disponíveis na internet para escolher o melhor assento no avião. Sites como o SeatGuru, além de informar que tipo de avião as companhias usam em cada trecho, ainda mostram o mapa do avião e dão dicas para ajudar na escolha.

Não escolha pelo preço

Se conforto é o que interessa, pague um pouco mais, principalmente em voos muito longos. Geralmente, você terá melhor oferta de entretenimento a bordo e mais espaço para as pernas.

É importante lembrar que, quanto mais barata é a passagem, maiores serão as restrições para cancelamento, além de cobrança extra por bagagem, lugares preferenciais e até lanches e bebidas. Somando todos os itens cobradas à parte, o barato pode sair caro para o bolso e para o conforto.

Reserve o assento com antecedência

Quanto mais cedo, melhor. Muitas companhias aéreas permitem a reserva do lugar no momento em que você fecha a compra. Mesmo que não seja o assento ideal, garanta logo o melhor que você encontrar e faça a alteração depois.

Muitos voos abrem o check-in online com alguns dias de antecedência. Não espere até chegar ao aeroporto: aproveite para conferir e trocar de lugar, se possível.

Mais espaço para as pernas

Aqueles assentos nas divisões do avião — em que não há outra fileira diretamente diante da sua — são cobiçados pelo espaço extra para as pernas e porque não haverá ninguém reclinando o encosto da poltrona da frente.

O que você precisa lembrar é que esses lugares costumam ser reservados para mães com bebês, então prepare-se para crises de choro infantil durante a decolagem e aterrissagem, devido a dores de ouvido.

Corredor ou janela

Em voos longos e noturnos, o corredor pode ser melhor para quem quer se levantar a qualquer hora para ir ao banheiro ou exercitar as pernas sem incomodar o passageiro ao lado.

Para dormir melhor em assentos de corredor, leve um travesseiro inflável de pescoço. Como desvantagem, o trânsito de pessoas e carrinhos pelo corredor pode incomodar bastante.

O assento da janela é ideal para dormir recostando a cabeça na ‘parede’ do avião em voos noturnos e para apreciar a paisagem em voos diurnos. No entanto, lembre-se: você ficará “preso” pelo passageiro do corredor e terá que pedir licença toda vez que quiser se levantar.

Frente, meio ou traseira do avião

Nos assentos da frente você poderá desembarcar rapidamente — em casos de conexões apertadas — e será servido primeiro, já que os comissários começam a servir por ali. A parte dianteira do avião também é mais livre de trânsito de pessoas e de carrinhos, mas também é onde costumam ser alojadas as famílias com crianças.

No meio do avião, sobre a asa, você não verá a paisagem, se estiver à janela, mas é onde se sente menos o efeito de turbulências, o que é ideal para quem sofre de enjoos. Os assentos na parte traseira sofrem mais com o trânsito dentro do avião e dificultam um rápido desembarque, a não ser nos casos, não muito frequentes, em que ambas as portas, traseira e dianteira, são abertas para os passageiros.

A turbulência é sentida mais intensamente na parte traseira, mas, se você sente muito frio, saiba que estes são os assentos que menos sofrem com o ar-condicionado gelado dos aviões.

Saiba como aproveitar melhor a sua viagem

As dicas de viagem mais preciosas são as que ensinam a tirar o máximo de suas férias. Não cometa erros que podem arruinar o passeio e deixar a família toda de mau humor, sonhando com a volta para casa.

Veja como você pode proporcionar muito prazer para todo grupo, para que todos já comecem a sonhar com a próxima viagem quando as férias terminarem.

Evite roteiros cansativos

Conhece aqueles turistas que se gabam de ter visitado 20 cidades em 20 dias? Esses só estão interessados em exibir fotos dos mil lugares que viram de passagem, sem sentir a alma do lugar.

Fuja de roteiros que não permitam descansar, em que todos caminham o dia inteiro, pulando de atração em atração, tentando ver tudo rapidamente e voltam para o hotel com os pés cheios de calos e doidos para cair na cama.

Mergulhe na cultura local

Não passe simplesmente por um lugar sem sentir sua atmosfera. Faça como os locais: use o transporte público, visite o mercado, experimente a culinária local, converse com as pessoas nos parques, ouça suas histórias e dance conforme suas músicas. Assim, você realmente poderá dizer que desfrutou daquele lugar e não apenas passou por ele para tirar fotografias.

Escolha a melhor época

Alta temporada e feriados prolongados quase sempre são sinônimos de filas nas melhores atrações. Imagine a situação: a família esperou longas horas na fila do bondinho do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro, viu rapidamente a paisagem deslumbrante lá de cima e entrou na fila para descer, só que já era tarde: a reserva daquele restaurante especial para o almoço já está perdida.

Todos suados, cansados e famintos, voltam ao hotel para um banho rápido e já saem correndo para não desperdiçar os ingressos para aquele show que começa daí a pouco. Um pesadelo, não é? Para aproveitar o máximo, tente viajar na baixa temporada para os destinos muito procurados. Nas férias escolares e feriados prolongados, busque alternativas mais tranquilas.

Mas se o sonho é mesmo curtir o Rio de Janeiro no carnaval ou no réveillon, o melhor é procurar uma boa agência de viagens com antecedência, para ter uma programação organizada com eficiência.

Esperamos que você tenha gostado de nossas dicas de viagem e que suas próximas férias sejam mesmo inesquecíveis. Viajar faz bem para o corpo e para a alma, e já existem pesquisas comprovando que viver experiências prazerosas trazem mais felicidade do que a aquisição de bens materiais.

Então, escolha o melhor local, procure uma boa agência de viagens, prepare uma bagagem leve, reserve o melhor lugar do avião e caia no mundo sem medo de ser feliz! Boa viagem! Antes de ir, compartilhe nosso post em suas redes sociais, pois seus amigos certamente gostarão de conhecer essas sugestões!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.