Bichos do Pantanal: prepare-se para um Safári incrível

Quando o assunto é biodiversidade, o Brasil é um dos primeiros países lembrados por estrangeiros e pela própria população nativa.

A fauna e a flora brasileira encantam milhares de pessoas e movimentam o turismo ecológico por diversas regiões do país. E você, está curioso e pensando em realizar um safári para conhecer os bichos do Pantanal?

Neste post, vamos fazer um tour pela região com diversas dicas para que você conheça mais informações e feche seu pacote de viagem para lá. Confira:

Conheça mais sobre o Pantanal

A região do Pantanal é considerada a maior área alagada do mundo, com partes nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, compreendendo também parte do norte do Paraguai e o lado leste da Bolívia.

A região é tão rica que é possível observar num mesmo local Cerrado, Caatinga e Floresta Amazônica.

Veja alguns dos animais mais famosos

No Pantanal, é possível ver muitas espécies de aves, anfíbios, répteis, mamíferos e peixes. Durante os meses de abril e setembro, ocorre a estação da seca, sendo a época mais recomendada para a observação de animais.

Confira 4 animais característicos da região:

Anta

O maior mamífero terrestre do país é um dos que pode ser visto no Pantanal. Pesando entre 200 e 300 kg e com 1,20 m de altura, a anta é um animal pacífico e costuma estar sozinho. Sai predominantemente à noite, ficando escondida de dia.

Sua dieta é formada por folhas, frutos, brotos, gravetos, grama e caules. A anta pode viver até 35 anos.

Sucuri

Também conhecida como anaconda, a sucuri é a maior serpente do mundo e pode viver até 30 anos. O animal assusta pelo tamanho, pois pode atingir 10 metros de comprimento e pesar quase meia tonelada.

É um animal carnívoro e se alimenta normalmente de peixes, felinos, capivaras e até jacarés. A sucuri não possui veneno e mata suas vítimas por estrangulamento, ficando envolta no corpo das presas.

A sucuri vive praticamente imersa em rios e lagos ou em suas margens. Sua ninhada costuma ter de 10 a 70 filhotes para cada gestação.

Onça-Pintada

O maior felino das Américas, a onça-pintada também é conhecida como Jaguar. O animal pode medir até 2 metros e meio e passar dos 150 quilos.

Seus pelos de coloração amarelo-claro contam com manchas negras que ajudam o animal a se camuflar na vegetação. Assim como a anta, a onça-pintada também costuma circular à noite e sozinha, em busca de presas como veado, porco-do-mato, garças e capivaras.

Jacaré de papo amarelo

O jacaré de papo amarelo pode chegar a 2 metros e meio e pesar até 70 quilos. Seu nome se deve à coloração amarelada de sua barriga, enquanto o dorso é formado por placas duras e escuras.

Esse animal pode chegar a 50 anos e habita regiões como rios, lagos e pântanos. Carnívoro, se alimenta de peixes e aves.

Por muito tempo, o jacaré do papo amarelo esteve ameaçado de extinção por causa da poluição e caça, pois sua carne é consumida. No entanto, a espécie se recuperou e hoje não está mais na lista dos animais ameaçados.

Este bicho tem papel fundamental na região, pois age no equilíbrio ecológico ao controlar as diversas espécies que habitam o Pantanal e fazem parte de sua dieta. 

Saiba onde se hospedar para visitar o Pantanal

A melhor forma para conhecer a região do Pantanal é ficar em uma das opções de Fazenda, que funcionam como hotéis e possuem diversas atividades ao longo do dia. Em geral, são acomodações simples, mas confortáveis. O atendimento costuma ser bem hospitaleiro.

No Mato Grosso do Sul, as alternativas se encontram nas cidades de Aquidauana, Corumbá e Miranda, enquanto no Mato Grosso, a opção é Poconé.

Uma das vantagens é que as próprias fazendas organizam os passeios, o que dispensa a necessidade de ter carro. As visitas são realizadas com veículos do próprio estabelecimento

Conheça os diferentes tipos de passeio

Além do safári, existem diferentes formas para fazer os passeios no Pantanal e conhecer seus animais. Alguns acontecem dentro das próprias fazendas, já que as propriedades costumam abranger áreas enormes. Em outros casos, os passeios já estão inclusos nas diárias.

Sem dúvida, o safári é a melhor alternativa para observar os bichos do Pantanal. Dentro do veículo, é possível percorrer grandes distâncias e chegar perto de alguns dos animais, como capivaras e jacarés. Nessa modalidade, é interessante levar câmeras fotográficas para registrar o passeio.

Entre as demais opções, estão caminhadas, passeio de canoa e de barco, cavalgadas, pesca de piranha e focagem noturna.

Caminhadas

Caminhar é uma opção para quem deseja observar mais de perto as belezas do Pantanal. Ir a pé proporciona o contato com pequenos animais, campos e parte da floresta. Essa modalidade é ideal para pequenos trajetos.

Passeio de canoa e de barco

Ótima opção após um dia cansativo, o passeio de canoa é interessante para ver o pôr do sol do Pantanal. Outra vantagem é a possibilidade de ver jacarés e aves aquáticas.

Cavalgadas

A cavalgada costuma ser a maneira mais tradicional para se conhecer o Pantanal, pois é possível chegar a lugares que seriam muito difíceis de chegar de carro ou a pé.

Pesca de piranha

Atividade oferecida na programação de alguns hotéis, a pescaria de piranha é feita por meio da navegação de rios da região. Há, inclusive, barcos-hotéis especializados e que navegam por dias em busca dos melhores pontos para fisgar o peixe.

Focagem noturna

Como vimos, alguns animais — como a anta e a onça-pintada — possuem hábitos noturnos. Então, nada melhor do que realizar passeios à noite para observar esses bichos.

Por meio de caminhonetes, que vão fazendo paradas estratégicas, é possível observar esses e outros animais. O passeio pode terminar quando o sol estiver nascendo.

Conhecer o Pantanal e os bichos da região é certamente uma experiência única! Estar em contato com a fauna e a flora brasileira faz com que você tenha história para contar para seus filhos e netos, com muitas dicas de uma viagem inesquecível! 

Gostou do nosso texto sobre bichos do Pantanal? Está animado para conhecer essa região do nosso país? Deixe seu comentário nos contando!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.